Chrome OS – Um novo conceito de Sistema Operativo, será o adeus ao Windows?

O Google anunciou ontem (quinta-feira) o rival do Windows e Linux.Tudo aquilo que fazemos no Windows, MacOS ou Linux será integrado num único sistema operativo que não terá suporte para aplicações nativas. Tudo funcionará sobre o browser da google, o Chrome.

Mas afinal o que é o Chrome OS?
Basicamente um browser, Não haverá aplicações nativas deixando assim de haver instalações, actualizações, etc. Tudo corre sobre um único browser que recorrerá a web services (ex: gmail, google docs,..). Tudo se resume a um URL que de certa forma diminuirá consideravelmente o risco de vírus ou outro tipo de código malicioso..
Apenas corre aplicações WebBased – Se usa aplicações como o Photoshop, Eclipse, VisualStudio,etc, o Chrome OS não é o sistema operativo ideal para si.
HTML5 – Recorrendo à nova versão do HTML e outras funcionalidades do Google Chrome, o acesso a recursos (ex: storage) que normalmente usamos em aplicações nativas, será facilitado.
Todos os dados criados ou geridos pelo Sistema Operativo, serão guardados online. O SSD (Solid State Disk) apenas servirá de cache.
Login em qualquer netbook – Qualquer utilizador poderá fazer login no ChromeOS em qualquer netbook e assim aceder ao seu e-mail, documentos, etc.

Segundo Sundar Pichai – vice-presidente da gestão de produtos do Google, “o Chrome OS segue os mesmos três princípios que guiaram a criação do Chrome: velocidade, simplicidade e segurança.” e ainda que “..qualquer serviço online será suportado pelo Chrome OS”

O sistema operativo será gratuito e não haverá versões de testes como é normal com o Windows ou Linux. O Google referiu também que disponibilizará o código fonte para download em The Chromium Blog.

Uma vez que o sistema operativo é baseado numa versão modificada do chrome, o sistema é totalmente carregado e torna-se disponível em apenas 7 segundos ao contrário dos 45 segundos (em média) de outros sistemas operativos.

No caso do sistema operativo encontrar algum erro na inicialização, ele próprio identifica-o e procede à sua recuperação, sincronizando de seguida as informações do utilizador com os serviços mais usados.

Tecnicamente o Google OS funcionará com processadores X86 e ARM e o lançamento final do sistema está programado apenas para o final de 2010.

Terá o Chrome suporte para se poder imprimir 🙂 ? Parece que sim, mas parece que vêm aí também novidades nesta área.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s